Guerra no Iémen



Guerra no Iémen / Foto: Felton Davis


Links Yemen Rising, Voices of Yemen

Khashoggi vs. 50.000 crianças iemenitas massacradas - 29/10/2018
Este texto é escrito com justificada indignação. Indignação perante a hipocrisia com que os media, governos e instituições ocidentais reagiram ao assassínio do jornalista saudita Jamal Khashoggi. Trata-se de um assassínio repugnante. Mas que Parlamento Europeu o condene, e nunca tenha encontrado razões para condenar os massacres que a Arábia Saudita leva a cabo no Iémen, é igualmente repugnante.

No Iémen decorre uma chacina que gera lucros de milhões - 4/10/2018
A guerra esconde uma combinação mortífera de interesses: ambições geoestratégicas, domínio de recursos naturais, negócios de armas, desenvolvimento de rotas comerciais e até projectos de engenharia.

Destruindo o Iêmen tão humanamente quanto possível - 25/9/2018
Que alívio saber que, apesar de a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos estarem bombardeando o Iêmen, eles estão fazendo isso com humanidade.

Com a guerra do Iémen, Espanha quase duplicou venda de armas à Arábia Saudita - 16/9/2018
Apesar de a produção das empresas espanholas se destinar maioritariamente aos Estados Unidos e à União Europeia, as vendas à Arábia Saudita e a outros locais com reputação de violar os direitos humanos dispararam nos últimos anos.

"O Iémen não está em guerra civil. É uma agressão da Arábia Saudita" - 22/11/2017
Entrevista ao General Yahya Saleh, que foi comandante das forças de operações especiais no Iémen durante mais de uma dezena de anos, e é sobrinho do antigo Presidente Ali Abdullah Saleh.

Venda de bombas britânicas aos sauditas aumentou 500% com a guerra no Iémen - 8/11/2017
O número de bombas e mísseis de fabrico britânico vendidos à Arábia Saudita aumentou quase 500% desde o início da guerra de agressão ao Iémen, revelou esta terça-feira o The Independent, referindo-se a dados de uma organização que luta contra o comércio de armas.

O martírio do Iémen - 20/3/2017
O Iémen continua a recusar-se a ficar sob a pata da ditadura saudita. Por isso, o martírio iemenita prossegue, protegido pelo falso pudor das Nações Unidas, da União Europeia, da Casa Branca e respectivos acessórios.

Bombas de fragmentação britânicas usadas na campanha saudita contra o Iémen - 20/12/2016
O Governo do Reino Unido reconheceu, esta segunda-feira, que bombas de fragmentação de fabrico britânico eram usadas na guerra de agressão contra o Iémen pelos sauditas, um aliado a quem os britânicos vendem armas no valor de milhares de milhões de libras.

Geopolítica da guerra dos EUA no Iêmen (I) - 30/3/2015
O presidente do Iêmen Abdrabbuh Mansour Al-Hadi, apoiado pelos EUA, foi humilhantemente forçado a dividir o poder com os houthis e a coalizão de tribos do norte do Iêmen que haviam ajudado os houthis a tomar Sana.



Ahmed Ibrahim al-Junid, 5 meses de idade, sofre de malnutrição e desidratação, Aslam, no Iémen, 18 de Outubro de 2018. (Foto: Tyler Hicks/The New York Times) - fonte


Corpos de vítimas civis na cidade de Hodeida após um ataque aéreo das forças sauditas. 20 mortos. 21/9/2016 - fonte


Vítimas da guerra, 1,5 milhão de crianças passam fome no Iêmen - fonte


página de início

Bookmark and Share